fbpx
Tratamento Acústico em Consultórios2019-08-14T05:45:56+00:00

Project Description

CONSULTÓRIOS

Tratamento acústico visando conforto e privacidade com a isolação das salas.

SITUAÇÃO

O que mais acontece, geralmente, é que ao visitar o local, já foram feitas as paredes, frequentemente em Drywall simples (uma placa de cada lado e sem recheio em lã), com portas comuns de madeira (portas ocas e leves) e forro de gesso comum (plaquetas); tudo feito mediante um projeto arquitetônico, porém, sem a preocupação do tratamento acústico, gera-se muito vazamento de som e perde-se a privacidade na conversa.

COMO DEVEM SER FEITAS AS SALAS

A preocupação em se projetar um ambiente com isolamento acústico deve acontecer no início, no projeto arquitetônico, embora os arquitetos tenham grande experiência no geral, às vezes, obtém pouca ou nenhuma em acústica, e acabam se deparando com o problema posteriormente, depois que seu cliente começa a utilizar as salas.

Para se resolver problemas gerais em obras, primeiro vamos mencionar a forma correta de atingir o isolamento acústico entre cada sala de atendimento/consultório e recepção, e na sequência, lidaremos sobre como resolver o isolamento depois de executado o projeto sem a preocupação acústica.

PAREDES ACÚSTICAS

A composição de placas a serem utilizadas na construção das salas tem que ser baseada no conforto acústico, segundo as normas da NBR 10.152, ou seja, preferencialmente, com isolamento de 40 decibéis, uma vez que a conversa entre médico e pacientes poderão ser brandas e também poderá se prever as conversas alteradas, ou seja, aquelas que podem vir a atingir nível sonoro de 80 decibéis, que, por fim, resultará no nível de isolamento final fora da sala em 40 decibéis, nível este baixo, a ponto de não se conseguir identificar a conversa na recepção ou em outra sala ao lado.

IMPORTANTE
As paredes em drywall — ou outro material, como alvenaria — sempre deverão ser feitas do chão até a laje e nunca acabar no forro rebaixado, pois, desta forma o ruído facilmente atingirá as outras salas e recepção pelo septo (vão acima do rebaixamento do forro, que livre, sem bloqueios, vaza as vozes para todos os lados).

PORTA ACÚSTICA

As portas de cada sala de atendimento deverão ser acústicas e de madeira, que tem melhor acabamento para consultórios.

Dispomos de três modelos de porta acústica em madeira, sendo elas 25, 30 e 38 dB(A). A especificação que fazemos se dá de acordo com o nível sonoro de isolamento desejado.
Todas as portas fabricadas pela Acústica em Foco possuem guilhotina na parte inferior da folha, para melhor isolamento, dispensando o uso de soleiras, evitando tropeços e facilitando a passagem de cadeirantes.

IMPORTANTE

As portas que instalamos dispõem de acabamento externo em seladora ou com fundo branco, este último precisando de pintura final depois da instalação — a qual fica por conta do cliente.

E SE O LOCAL ESTIVER PRONTO E EM FUNCIONAMENTO?

Este problema é comum encararmos em nosso dia a dia, pois conforme mencionado acima, há arquitetos que não projetaram acusticamente as salas, deixando local sem isolamento e que, apesar de ter ótimo acabamento arquitetônico e estético, se depara com ineficiência acústica, vazando as conversas para o lado de fora.

Quando isso acontece, a primeira providência a se tomar é identificar como as paredes foram feitas, ou seja, quais materiais foram utilizados (paredes de alvenaria ou Drywall), e, sendo Drywall, averiguar quantas placas de gesso foram utilizadas e se tem lã de 50mm como recheio, o que geralmente acontece. Estas paredes deverão ser abertas, após isso, coloca-se a lã de 50mm com densidade mínima de 30kg/m³ e fechadas as paredes com mais duas (2) placas de Drywall, atingindo isolamento de 40 dB.

Lembrando que, normalmente, as paredes foram feitas finalizando no forro, o que não é correto, assim, o septo deverá ser fechado com Drywall contendo 4 placas e com o mesmo recheio em lã até a laje, atingindo o isolamento desejado.

Quanto as portas, para evitar a quebra para retirar os batentes e efetuar a troca, aproveitamos os batentes instalados e colocamos contra batentes com borrachas para isolamento e trocamos a folha por uma acústica, com isolamento de 25, 30 ou 38 dB. Cabe ressaltar que todas as portas acústicas da Acústica em Foco possuem guilhotina na parte inferior da folha.

Por último, não como uma obrigatoriedade, e sim se for necessário, o teto das salas e recepção deverão receber revestimento acústico em espuma auto extinguível (que não propaga as chamas) ou incombustíveis, para eliminar as reflexões do som, chamado também de reverberação (ECO), que indiretamente, ajudam no isolamento do ruído para os ambientes próximos.

COMPLEMENTO

Mesmo com todo o cuidado no isolamento, indicamos ter na recepção uma TV ou um som ambiente, pois qualquer resíduo das conversas, mesmo não tendo como definir o conteúdo, irá camuflar por completo o entendimento.

Além do que foi explanado, não podemos afirmar que estas orientações mencionadas acima trarão resultado certeiro no tratamento acústico de isolamento, pois cada caso tem sua particularidade, assim, o indicado é visitarmos o local para identificar a situação atual e especificarmos os materiais que oferecerão resultados satisfatórios no isolamento.

ORÇAMENTO SEM COMPROMISSO

Você precisa de algum serviço de tratamento acústico? Preencha o formulário e entraremos em contato.